7 dicas úteis para viajar mais com menos dinheiro

Você é daqueles que sempre sonhou em conhecer Nova Iorque, Londres , Madri , Roma , Lisboa, São Francisco, Rússia ou algum outro destino internacional, mas desistiu ao ver os custos de passagem, hospedagem e alimentação?

Saiba que não esta sozinho, mas é possível viajar mais com menos se você seguir algumas dicas preciosas.

Viajar não precisa ser caro – se você abrir mão de alguns luxos e sair da sua zona de conforto – e o segredo é  simples “planejamento”. Nunca deixe para a última hora e se o fizer, saiba que isso tem um custo que muitas vezes pode inviabilizar a viajem.

Nos últimos 3 anos, um destino que é unanimidade e não pode faltar em nossas viagens é Nova Iorque, e acredite, a cada ano que vamos gastamos menos e fazemos mais.

MAS COMO CONSEGUIMOS?

Isso requer um pouco de planejamento, conhecimento de algumas ferramentas de busca e tempo de pesquisa. Como já estamos acostumados é bem simples, mas podemos compartilhar algumas dicas que podem ser muito úteis para você.

 1. PESQUISE PASSAGENS COM ANTECEDÊNCIA 

Em nossas viagens consideramos de 3 a 6 meses de antecedência para encontrar bons preços. Isso não é uma regra e pode variar dependendo do destino, promoções de aéreas, temporada, etc.

Já viajamos para Lisboa por exemplo pagando R$1.300 com taxas inclusas, Nova Iorque por R$1.200 com taxas.

2. VIAJE FORA DE TEMPORADA

Quando você tem o poder de escolher quando viajar, é possível economizar até 50% com as despesas dependendo do destino.

Uma viagem para Orlando por exemplo em Julho (Alta temporada), pode sair por mais de R$4.000 no menor valor em classe econômica. Já a mesma viagem em Outubro pode sair por R$.1800.
Isso sem contar com promoções das aéreas que pode chegar a R$1.100.

Mas isso claro requer flexibilidade de datas e quanto mais flexível você puder ser, mais economizará.

3. SE HOSPEDE FORA DA ZONA TURÍSTICA

Dependendo do seu destino, opte em ficar um pouco mais afastado dos grandes centros, as vezes um bairro mais afastado já tem um valor consideravelmente menor.

Um apartamento Airbnb em Nova Iorque por exemplo, custa em média R$400 a diária para 2 pessoas em Manhattan. Se ficar no Brooklin ou New Jersey (cerca de 40min de metro) esse valor cai para R$250 ou menos.

4. FREQUENTE O SUPERMERCADO

Um custo que muitas vezes os viajantes não consideram é com alimentação, e isso tem um peso considerável no orçamento e pode comprometer a viajem se não for definido.

Fazer uma pequena compra no supermercado muitas vezes é uma ótima opção para se alimentar melhor e gastando menos. Já pensou em fazer seu próprio café da manhã, preparar um pequeno almoço na mochila e jantar em casa? Se não, repense.

Claro que existem destinos onde é barato comer fora como Lisboa e não necessariamente requer idas ao supermercado para economizar. Mas Santiago por exemplo, fazer comprar representa uma boa economia.

5. VISITE ATRAÇÕES GRÁTIS

Pesquise o que você pretende visitar com antecedência, algumas cidades oferecem museus gratuitos em dias específicos e muitas atrações a custo zero.

Um bom exemplo disso é Nova Iorque, que pode te proporcionar um dia inteiro de atividade a custo zero.  É possível ver a Estátua da Liberdade, o WTC Memorial, visitar a Governor`s Island, Central Park, High Line Park, Brooklyn Botanic Garden, New York Botanical Garden, Metropolitan Museum, American Museum of Natural History, Museum os Modern Art, The Guggenhiem, entre muitos outros em dias específicos, pesquise.

6. VISITE 2 DESTINOS EM 1 VIAGEM

Se você pretende visitar mais de um destino na mesma viajem, não compre sua passagem de ida-e-volta com mesma origem e destino. Isso muitas vezes sai mais caro somando a passagem de ida-e-volta o transporte para o 2º destino e muitas vezes uma hospedagem extra.

Ao invés de fazer: São Paulo x Mendoza x Santiago x Mendoza x São Paulo
Faça: São Paulo x Mendoza x Santiago x São Paulo

Você elimina um trecho desnecessário, ganha tempo e economiza dinheiro.

Todas as companhias aéreas e a maioria dos sites de busca de passagens tem uma função chamada “Múltiplos Destinos ou várias cidades” que permite essa separação das passagens com o custo menor, se comparado a 2 trechos completos. Isso porquê você não estará comprando apenas ida ou volta ( o que é mais caro) e sim a viagem completa de ida-e-volta porém com um destino diferente, mas a companhia irá vender de qualquer forma os 2 trechos.

7. LEVE CARTÃO PRÉ-PAGO E DINHEIRO

Se puder leve dinheiro vivo e/ou cartão pré-pago com limite de gastos pré-estipulado por você, e só recorra ao cartão de crédito em último caso.

Com isso você controla melhor os gastos e foge das taxas dos cartões e IOF.

Além de ter a percepção real de gasto (quando usa dinheiro) e possibilidade de mudar os planos durante a viagem sem surpresas quando chegar em casa.

 

Essas dicas são práticas que nós utilizamos em nossas viagens e funciona bem para nós. Dependendo do seu estilo de viagem isso possa não funcionar.

 

Total
3
Shares

Inscreva-se

E faça parte de nossos destinos